Leidy vence duelo de Anitas

A laçadora cachoeirense Leidy Festinalli venceu no ultimo final de semana o 6º duelo de Anitas, na cidade de Alfredo Wagner, em Santa Catarina. A festa campeira destinada apenas para prendas reuniu 122 laçadoras de quatro estados: Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e São Paulo. A cachoeirense trouxe para casa um prêmio de R$ 3.500,00.

Exposição de Castrados pode virar prova definitiva no calendário de eventos da ABCCC

Fotos: Fagner Almeida/ABCCC/Divulgação

A primeira edição oficial da Exposição de Cavalos Castrados promovida pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) realizada nesta sexta-feira, 21 de julho, em Esteio (RS), tem tudo para entrar definitivamente no calendário de eventos da raça. A nova modalidade promovida pela entidade deu nova oportunidade aos animais de serviço, além de priorizar a participação de criadores e proprietários na disputa. O primeiro lugar ficou com BT Rioja, de propriedade de Marcelo Tellechea Cairoli, que também foi o ginete do cavalo. 

Na pista do Parque de Exposições Assis Brasil, os animais foram divididos em dois grupos, um com até oito anos e outro com cavalos acima de oito anos. Os conjuntos foram avaliados nas questões de morfologia e funcional, com a apresentação das andaduras, além de uma escaramuça livre e duas esbarradas. 

A responsabilidade de julgar a inédita prova ficou a cargo do experiente jurado João Alberto Dutra da Silveira, um dos idealizadores do Freio de Ouro e primeiro campeão da Paleteada. “Os castrados são uma grande ferramenta de serviço e um excelente termômetro para testar a geneologia. Achei importante o formato das avaliações com um peso importante na morfologia, pois mesmo o castrado precisa carregar o selo da raça. E a andadura, que é fundamental, especialmente por estarmos avaliando animais que são efetivamente de montaria”, disse Silveira, que teve como secretário seu filho João Francisco Silveira da Silveira.   

Para o vice-presidente de Eventos da ABCCC, Eduardo Azevedo, o principal objetivo foi atingido que é dar visibilidade a estes animais que geralmente são utilizados em provas que usam exemplares da raça como a Paleteada, Campereada Team Penning, Crioulaço e Ranch Sorting. “É uma iniciativa nova e estamos nesta expectativa pela novidade, pois nosso pensamento justamente é com foco nas provas esportivas. Como é uma categoria utilizada nestas modalidades, cremos que é importante dar esta visibilidade para estes animais”, ressalta.

 

 

Conhecidos os melhores domadores da Raça Crioula de 2017

Foto: Fagner Almeida/ABCCC/Divulgação

A Final Nacional do Doma de Ouro da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), ocorreu neste domingo, dia 23 de julho, na pista do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS). Foram conhecidos os melhores domadores da raça Crioula de 2017 após a prova de Redomão, que consiste em avaliar a Doma de 21 dias dos animais e a de 1 Ano de Freio, que testa os animais após um ano do Redomão realizado no ano passado. As avaliações iniciaram na sexta-feira, dia 21. Os jurados foram os ginetes vencedores do Freio de Ouro 2016, Antonieto Rosa e José Fonseca Macedo.
O domador César Lopes, montando Linda Moça do Macanudo, subiu ao pódio na Prova de 21 Dias. Já na disputa de Um Ano de Freio, o destaque foi Ricardo Peres, com Rica Flor da Morada Nova, que afirma ter sentido uma forte emoção.  Peres também se diz honrado pelo título de Melhor Domador do Ano. “Este é o resultado de um trabalho difícil que tivemos ao enfrentar problemas de lesão com a égua, mas que por ser muito boa nos ajudou a buscar esta conquista”, salienta.
Peres que traz no sangue a quarta geração de domador da família, destaca que essa prova que a ABCCC está fazendo é muito importante para o domador de estância, que começa um cavalo para depois mais adiante o animal ir para o Freio de Ouro. “A gente se sente muito orgulhoso disso e fica grato por essa iniciativa da Associação de nos valorizar nesse sentido”, ressalta.
O vice-presidente de Eventos da ABCCC, Eduardo Azevedo, avalia como positiva a prova deste domingo. “ Tivemos o Domador do Ano, uma prova nova que esperamos que aumente um pouco mais o número de participantes para o ano que vem, pois sempre a primeira prova tem um número menor. Então a nossa expectativa é do ano que vem ter uma prova melhor ainda do que de 2017 que já foi bem positiva dentro do esperado”, observa Azevedo.
Foram entregues aos domadores R$ 20 mil divididos entre os cinco colocados de cada categoria. Para a competição do próximo ano, a premiação será dobrada.
 
 
Confira o resultado (ainda não homologado pela ABCCC):
DOMA DE 21 DIAS
1º lugar
Cesar Lopes, com Linda Moça do Macanudo
 2º lugar
Aluízio Peres, com Xaiene Ico
 3º lugar
Guinter de Quadros, com Itapitocai Epopeia 460
 4º lugar
Jardel Vargas, com Lenda do Macanudo – TE
 5º lugar
Alex Gonçalves, com Geada do Madrugador
UM ANO DE FREIO

1º lugar e Domador do ano
Ricardo Perez, com Rica Flor da Morada Nova
 2º lugar
Alan Machado Rosa, com Talha de Santa Thereza
3º lugar
Felipe Müller, com RF Xerga
 4º lugar
Felipe Santos, com Sia Dona de Santa Thereza
 5º lugar
Marcio Pereira, com Energia do Canto do Mato Grande

Campo Verde encerra ciclo de exposições da raça Crioula

 

Fotos: Fagner Almeida/ABCCC/Divulgação

Em mais um evento de sucesso, o quarto consecutivo, o município de Campo Verde (MT) reafirma que é sede consolidada de seleção morfológica da raça Crioula, desta vez fechando a rota de Exposições Passaporte com o preenchimento de mais oito vagas no julgamento da Expointer. Com um total de 42 animais inscritos, sendo 36 confirmados seis incentivo, a mostra realizada nos dias 14 e 15 de julho colocou mais uma vez o cavalo Crioulo na vitrine da programação da ExpoVerde – maior feira agropecuária, comercial e industrial do município em sua décima oitava edição – valorizando ainda mais a criação e o trabalho locais no desenvolvimento da raça na região Centro Oeste.
Confirmando que a produção local está no caminho certo, teve expositor estreando após quase cinco anos dedicados à criação. Dono da égua Baronesa do Rancho Bravo – Grande Campeã e Melhor Exemplar da Raça – Fábio Roberson Ferreira, proprietário da Estância Rancho Bravo, comemorou a conquista inédita para a sua marca. Uma caminhada feita passo a passo, rumo ao privilégio de chegar a Esteio. “É a realização de um sonho, né. Um sonho que foi gradativamente sendo alcançado. Primeiro nós apresentamos ela ao pé, depois ela veio no incentivo no ano passado e esse ano veio como potranca. Acho que foi o reconhecimento de um esforço”, diz o proprietário que é também um dos fundadores do Núcleo Matogrossense de Criadores de Cavalos Crioulos (NMCCC), entidade organizadora do evento.
Do lado dos garanhões, a escarapela de Grande Campeão foi entregue a Las Callanas Les Digo, animal que veio de longe garantir o prêmio e a estreia na Morfologia da Expointer. Mais de dois mil quilômetros separam a cidade de Campo Verde dos municípios gaúchos de origem dos proprietários Anibal Torres, Diego Torres e João Vargas Nunes, de Dom Pedrito e Santiago, ambos em território gaúcho. Uma distância que não impediu a busca de um lugar no grande julgamento de Esteio (RS).
Após quatro anos selecionando para a Expointer, o município já deixou claro que além do desenvolvimento alcançado – que faz a cidade ser a primeira no ranking de geração de empregos ligados ao agronegócio e segunda na área do comércio no Mato Grosso – o local é o centro que une os criadores da raça Crioula em prol da seleção e melhoramento na área de expansão e fomento. Prova disso é a participação massiva dos proprietários residentes na cidade e arredores, com 80% dos animais presentes na exposição sendo de propriedade de expositores locais, muitos destes exemplares também nascidos na própria região. Números capazes de mostrar que, mesmo ainda recebendo de braços abertos a participação de outros estados – como do Rio Grande do Sul, desta vez – a região já consegue ser auto suficiente no sentido de apresentar um plantel digno de caminhar rumo ao principal desafio morfológico da temporada.
E se quem vence sai feliz, os responsáveis por fazer essa mostra acontecer também levam a satisfação de ver mais um sucesso na pista do Mato Grosso. “Pra nós é um grande prazer poder realizar mais uma passaporte aqui no Estado. E ao longo desses quatro anos, o que a gente nota é uma busca pela melhoria da qualidade, independente dos números”, destaca o presidente do NMCCC, Luiz Fernando Guerreiro, lembrando também da importância de receber participantes de outros estados, como forma de garantir o comparativo e qualificar cada vez mais o trabalho local, além de promover a interação entre os criadores.
Quem vem de fora também se encanta e reconhece a dedicação encontrada em solo mato-grossense, como salienta o jurado da exposição, João Francisco Silveira. “Um Estado que nos apresenta belos animais nascidos e criados aqui. Então tivemos uma boa representatividade da região, que vem trabalhando forte pela expansão da raça. É uma satisfação enorme chegar aqui e se deparar com esse crescimento”, destaca o avaliador que é natural de Jaguarão (RS).
Supervisionada por Rafael Fagundes Sant’anna, a mostra de Campo Verde foi a décima oitava – e última – Exposição Passaporte deste ciclo a distribuir vagas para a Morfologia da Expointer. Agora, os últimos lugares disponíveis no principal julgamento da temporada serão preenchidos na Prévia Morfológica, em Esteio (RS). O circuito de Morfologia 2017 tem o patrocínio de Vetnil, Supra e Banrisul.
Confira o resultado
FÊMEAS
Melhor Exemplar da Raça e Grande Campeã
Baronesa do Rancho Bravo, filha de El Camiño Jb de Palermo e Sulina de Pai Passo; criador e expositor Fabio Roberson Ferreira, Fazenda Rancho Bravo, Pedra Preta/MT
Reservada Grande Campeã
Canela da Catallana, filha de RZ Sanguinário da Carapuça e Campana Triguera; criador Antonio de Moraes Valls e expositor Loraci Flores de Lima, Cabanha Corte de Limia e Caravaggio, Santa Maria/RS
3ª Melhor Fêmea
Gemada da Fertilitá, filha de Sedutor Tupambaé e Gema Tupambaé; criador e expositor Eduardo Salomoni, Cabanha Fertilitá, Candiota/RS
4ª Melhor Fêmea
LGA Escolta, filha de El Camiño JB de Palermo e Tj Rendeira; criador e expositor Luiz Fernando Silva Guerreiro, Estância Lagoa Funda, Campo Verde/MT
MACHOS
Grande Campeão
Las Callanas Les Digo, filho de Macanudo do Itapororó e Las Callanas Margarita; criador Criadero Las Callanas e expositores Anibal e Diego Torres/João Vargas Nunes, Dom Pedrito/RS e Santiago/RS
Reservado Grande Campeão
Capanegra Taifero, filho de Pora Centinela e Famosa 26 Onça; criador Fernando Dornelles Pons e expositor Noeslen Bonfim Junyor, Fazenda Sete Irmãos, Novo Horizonte do Norte/MT
3º Melhor Macho
Valente do Kavaju Porã, filho de Farrapo da Maior e Madagascar do Kavaju Porã; criador José Francisco Pereira de Moura e expositor Ulisses Carneiro, Haras Bagé do Sul, Bagé/RS
4º Melhor Macho
Campana Ceibo, filho de Faceiro do Recanto Crioulo e Campana Xiba; criador Mário Moglia Suñe e expositor Rogério eRosângela Zilio da Rosa, Cabanha Rincão Das Talas, Dom Pedrito/RS
Texto: Francine Neuschrank/ABCCC

Brasília define últimos classificados à final do Freio de Ouro

Fotos: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

O roteiro de semifinais do Freio de Ouro 2017 chegou à sua última etapa, com a prova realizada entre os dias 13 e 16 de julho no Parque de Exposições da Granja do Torto em Brasília (DF). A classificatória do Distrito Federal encerrou o circuito de seletivas e fechou a relação de finalistas que irão buscar o principal prêmio da temporada, na decisão que acontece em Esteio (RS), durante a Expointer.
A classificatória de Brasília tradicionalmente se caracteriza pela disputa acirrada e intensa, afinal, nessa pista estão em jogo as vagas derradeiras na grande decisão. Além disso, muitos candidatos a essas vagas percorrem longas distâncias, partindo do Paraná, de Santa Catarina e inclusive do Rio Grande do Sul, e precisam superar também o desgaste natural da viagem.
Entre aqueles que conseguiram apresentar boa performance e garantiram a vaga, destaque para os primeiros colocados, a fêmea El Barquero 04 Patagonia, de propriedade de Ricardo Galicchio Kroef, da Cabanha El Barquero de Porto Alegre (RS), e o macho Hino da Saff, exposto por Ademir e Fábio da Silva, da Cabanha Saff de Joinville (SC).
O resultado de El Barquero 04 Patagonia foi comemorado por Kroef, que lembrou a superação funcional do animal em seu segundo ano de participação no circuito. “É uma felicidade grande, essa égua é bi finalista do Freio e, para um animal que larga com 6,4 de morfologia, esse é um excelente resultado. Estamos na final do Freio novamente”, comemorou o criador da égua montada por Fabrício Barbosa.
Já Fábio da Silva, criador e expositor do estreante Hino da Saff, o resultado surpreendeu pela precocidade do trabalho. “Tínhamos boa expectativa mas, por ser o primeiro ano dele e ser muito novo, foi uma surpresa ele ter se mantido na liderança do início ao fim. Esse cavalo tem só seis meses de treinamento com o Everton Valim. Esperamos que tenha uma evolução daqui para a frente, e trabalhar para tentar passar para o domingo na final”, diz.
Também conquistaram a vaga as fêmeas La Pátria da Bela Aliança, Esmeralda do Rio das Pedras e Xinoca do Amanhecer e os machos Taberneiro de Santa Angélica, LAA Cianureto e Faceiro da Mangueira Velha. Os Ginetes Destaque foram Felipe Mello da Silva, na categoria fêmeas e Everton de Deus Valim nos machos. Ambas categorias foram julgadas por Cesar Augusto Rabassa Hax, Mateus Gularte Silveira e Roberto Martins Crespo.
O circuito 2017 do Freio de Ouro conta com o patrocínio de Ipiranga, Massey Ferguson, Ford e o apoio de Supra. A realização é da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC).
Confira o resultado
FÊMEAS
1º Lugar
El Barquero 04 Patagonia, filha de Capanegra Jacarta e Capanegra Iguaria; criador e expositor Ricardo Galicchio Kroef, Cabanha El Barquero, Porto Alegre/RS
Ginete: Fabricio Barbosa
Nota: 18,840
2º Lugar
La Pátria da Bela Aliança, filha de Itaqui do Salero Velho e Los Entierros Escarcha; criador e expositor Francisco Carlos Habowsky, Cabanha Bela Aliança, São Bento do Sul/SC
Ginete: Thiago Augusto Habowsky
Nota: 18,320
3º Lugar
Esmeralda do Rio das Pedras, filha de Santa Elba Señuelo e BT Onça; criador Marcelo Oliveira Cunha e expositor Fazenda Rio das Pedras, Guarapuava/PR
Ginete: Deivy de Lima Flores
Nota: 18,280
4º Lugar
Xinoca do Amanhecer, filha de Nácar do Purunã e Obra Prima do Amanhecer; criador e expositor Fábio Bellotti Moura, Cabanha Nova Querência, Brasília/DF
Ginete: Felipe Mello da Silva
Nota: 18,202
MACHOS
1º Lugar
Hino da Saff, filho de Pora 404 e Flôr do Pago da Escondida; criador e expositor Ademir e Fábio da Silva, Cabanha Saff, Joinville/SC
Ginete: Everton de Deus Valim
Nota: 20,002
2º Lugar
Taberneiro de Santa Angélica, filho de Jalisco de Santa Angélica e Faroleira de Santa Angélica; criador Suc. de Paulino e Agenor Ávila Costa e expositor Ramiro Madruga Costa, Cabanha Santa Angélica, Pedras Altas/RS
Ginete: Cézar Augusto Schell Freire
Nota: 18,656
3º Lugar
LAA Cianureto, filho de AS Malke Sedutor-TE e RZ Que Fartura da Carapuça; criador e expositor Luiz de Alencar Araripe Junior, Fazenda Boqueirão, Areal/RJ
Ginete: José Eduardo Marques
Nota: 18,395
4º Lugar
Faceiro da Mangueira Velha, filho de Ganadero da Harmonia e Justine da Guajuvira; criador Leandro Luís Vieira e expositor Noli Souza de Oliveira, Cabanha Martinelli, Siderópolis/SC
Ginete: Fagner Crescencio Espindola
Nota: 18,267
Texto: Marina Bonati/ABCCC

Mato Grosso atinge crescimento de 8,8% no Cavalo Crioulo

Foto: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

Em expansão em todo o Brasil, o Cavalo Crioulo vem tendo grande destaque no Centro Oeste do país. No Mato Grosso, conforme dados da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), o crescimento de manada em 2016 foi de 8,8%, chegando a 742 exemplares registrados no Estado. Percentualmente, a alta é maior que a anunciada em todo o Brasil, que foi de 4,35%, e na própria região Centro Oeste, de 7,27%.
De acordo com o presidente do Núcleo Matogrossense de Criadores de Cavalos Crioulos, Luiz Fernando Guerreiro, a expansão do Cavalo Crioulo no Estado tem sido espetacular, superando as expectativas. Observa o aumento no número de criadores e também de usuários da raça na região. “O grande plantel está na mão do usuário do Cavalo, principalmente nas provas de Laço Comprido. O pessoal da pecuária tem buscado também a raça, para o uso na lida de campo, onde comentam sempre sobre a resistência do animal. Porém o que chamou a atenção no ultimo ano, foi o aumento do numero de pessoas querendo criar o cavalo, e não apenas usá-lo”, destaca.
De 13 a 15 de julho, no município de Campo Verde, a raça será destaque durante Exposição Passaporte para a Morfologia, que ocorrerá no final de agosto na Expointer, em Esteio (RS). O Parque de Exposição Marco Antônio da Rocha será palco da quarta edição do evento. Segundo Guerreiro, a expectativa é mais uma vez a qualidade dar o tom do evento. “Para esse ano, esperamos melhorar ainda mais a qualidade dos animais expostos e também uma participação maior de criadores de outros Estados. Temos vários criadores ligando para solicitar informações do evento, onde acreditamos que podemos chegar aos 60 animais tranquilamente”, afirma.
O julgamento ficará a cargo de Francisco Silveira. Organizado pela ABCCC, o circuito da Morfologia 2017 conta com os patrocínios de Supra, Vetnil e Banrisul, além do apoio da Laurentia.
Confira a programação
13 de julho (Quinta-feira)
8h – Admissão dos Animais
14 de julho (Sexta-feira)
8h – Morfologia Incentivo
9h – Morfologia Machos
14h – Morfologia Fêmeas
15 de julho de 2017 (Sábado)
9h – Final com Grandes Campeonatos
12h – Almoço e Entrega de Prêmios
14h – Palestra Técnica
Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

Lages recebe etapa do Ciclo de Exposições Passaporte da raça Crioula

Foto: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

O município de Lages (SC) recebe entre os dias 29 de junho e 1º de julho uma das etapas do ciclo de Exposições Passaportes, promovido pela Associação Brasileira de Cavalos Crioulos (ABCCC), que selecionam Cavalos Crioulos para a Morfologia na Expointer, em Esteio (RS). O evento, que será realizado no Parque de Exposições do Conta Dinheiro, tem a organização do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos Adolfo Luiz Nunes Martins.
O presidente do núcleo de criadores, Diego Hedel Santos, está com uma expectativa positiva devido à boa quantidade de inscrições por ser uma das últimas Passaportes do ciclo. Também destaca que o perfil da raça vem cada vez mais se aperfeiçoando, ficando mais competitiva. “Isto fica demonstrado nos resultados apresentados pela nossa região 5, tanto na morfologia como funcionalmente”, afirma.
Santa Catarina ocupa hoje o terceiro lugar no ranking de número de Cavalos Crioulos no país, atrás apenas de Rio Grande do Sul e Paraná. Segundo dados da ABCCC, em 2016 o plantel do Estado era de 19,84 mil animais, aumento de 7,58% em relação ao ano anterior. Conforme Santos, o crescimento de usuários do cavalo Crioulo no Estado catarinense vem aumentando. “Cresce a presença dos usuários tanto em provas amadoras, quanto nas de alto nível, como o Freio, Morfologia, entre outras”, salienta.
O julgamento desta etapa do ciclo de Exposições Passaportes em Lages ficará à cargo de Ciro Manoel Canto de Freitas. Informações podem ser obtidas pelos telefones (49) 99116-8801 e (49) 99191-6861. Organizado pela ABCCC, o circuito da Morfologia 2017 conta com os patrocínios de Supra, Vetnil e Banrisul, além do apoio da Laurentia.
Confira a programação
29 de junho de 2017 (quinta-feira)
18h – Admissão
30 de junho de 2017 (sexta-feira)
8h – Inicio julgamento Incentivos
14h – Inicio julgamento Morfologia Passaporte
Dia 01 de julho de 2017 (Sábado)
8h – Campeonatos e Grandes Campeonatos
Texto: Rejane Costa/AgroEffective

Chapecó classifica mais 16 conjuntos à final do Freio de Ouro

Fotos: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

Com condições de clima que permitiu aos conjuntos desempenhar os melhores movimentos, além de uma pista estruturada e com qualidade, a Classificatória ao Freio de Ouro realizada neste final de semana no Parque Tancredo Neves, em Chapecó (SC), definiu mais 16 selecionados para a grande final da modalidade, que será realizada no primeiro final de semana da Expointer, em Esteio (RS). A seletiva inaugurou um novo formato, unificando Santa Catarina e Paraná em uma só prova.
Depois de quatro dias de competição foram conhecidos os campeões da etapa. Entre as fêmeas, o grande destaque foi a égua BT Basteira, da Reconquista Agropecuária de Alegrete (RS), montada pelo ginete Daniel Teixeira, ficando com o primeiro lugar na Classificatória. Nos machos, a vitória ficou com o cavalo Arroyto da Canguçu, da Estância Santa Teresinha, de Santa Vitória do Palmar (RS), guiado pelo ginete Fabrício Barbosa.
Marcelo Tellechea Cairoli, proprietário da Reconquista Agropecuária, enfatizou a qualidade da égua, que já foi Freio de Prata no ano de 2015. Observou também a tranquilidade e confiança no conjunto durante todos os dias da seletiva. “Essa égua é tão especial que nos deixa tranquilo. Com ela é tudo diferente, parece que os movimentos são fáceis. Ela só nos dá alegria e hoje não foi diferente”, avaliou.
De acordo com o prprietário da Santa Teresinha, Mauro Duarte Mabilde Silveira, o investimento em Arroyto do Canguçu vem valendo a pena. Ressaltou também o desempenho do ginete Fabrício Barbosa, amigo e parceiro da família há anos e na qual depositou a confiança em guiar o cavalo. “Somos amigos de muitos anos, para mim é mais do que honroso ter ele como o piloto deste cavalo”, observou.
Para o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Eduardo Suñe, o modelo adotado de unir os dois Estados em um evento só foi aprovado e mostrou um grande aumento na qualidade da competição, especialmente pelas condições apresentadas em Chapecó. “Chapecó está de parabéns pela bela estrutura. Unificamos Santa Catarina e Paraná em uma só etapa e nos encheu de orgulho esta bela pista com a casa cheia e grande público, além dos animais de altíssima qualidade. É uma inovação que veio para ficar”, salientou.
A próxima etapa ocorrerá entre os dias 5 e 9 de julho na cidade paulista de Itu. O circuito do Freio de Ouro 2017, organizado pela ABCCC, conta com o patrocínio de Ipiranga, Massey Ferguson e Ford. O apoio é da Supra.
Confira o resultado
FÊMEAS
1º Lugar
BT BASTEIRA
Criador: CONDOMÍNIO FLAVIO BASTOS TELLECHEA, URUGUAIANA-RS
Expositor: MARIA DA GLORIA E MARCELO TELLECHEA CAIROLI
Estabelecimento: RECONQUISTA AGROPECUÁRIA LTDA, ALEGRETE-RS
Ginete: DANIEL WAIHRICH MARIM TEIXEIRA
Média: 21.078
2º Lugar
HIERBA BUENA DA MAIOR
Criador: ANDRÉ RICARDO SOUTO MAIOR, LAGES-SC
Expositor: DEAN JAISON ECCHER
Estabelecimento: CABANHA FURNA CRIOULA, RIO DO SUL-SC
Ginete: HERCULES MEDUNA DE ALMEIDA
Média: 20.346
3º Lugar
CANASTRA DO PURUNÃ
Criador: MARIANO LEMANSKI, CURITIBA-PR
Expositor: MARIANO LEMANSKI
Estabelecimento: CABANHA SÃO RAFAEL, BALSA NOVA-PR
Ginete: BRUNO TEIXEIRA
Média: 19.896
4º Lugar
BUTIÁ ZAGAIA
Criador: SEMENTES E CABANHA BUTIÁ LTDA, PASSO FUNDO-RS
Expositor: SEMENTES E CABANHA BUTIÁ LTDA
Estabelecimento: CABANHA BUTIÁ, PASSO FUNDO-RS
Ginete: RAUL LIMA
Média: 19.763
5º Lugar
HERANÇA 303 DA VENDRAMIN-TE
Criador: ALDO VENDRAMIN, CURITIBA-PR
Expositor: ALDO VENDRAMIN
Estabelecimento: ESTÂNCIA VENDRAMIN, PALMEIRA-PR
Ginete: NEI EDUARDO RODRIGUES LIMA
Média: 19.275
6º Lugar
LUA CHEIA DOS SETE POVOS
Criador: FABRICIO BRUNELLI BARBOSA/WILSON BARBOSA, PORTO ALEGRE-RS
Expositor: FABRICIO BRUNELLI BARBOSA
Estabelecimento: CABANHA SÃO CAETANO, PORTO ALEGRE-RS
Ginete: FABRICIO BARBOSA
Média: 19.135
7º Lugar
SENDERO GRAZZIA
Criador: JADER LUÍS PICCIN, PASSO FUNDO-RS
Expositor: VICTOR BARBOSA PENNER
Estabelecimento: CABANHA GAMELEIRA, GOIANIA-GO
Ginete: EDUARDO WEBER DE QUADROS
Média: 19.133
8º Lugar
MACARENA DO CARRACHI
Criador: ALTEMO GOMES DE OLIVEIRA, PORTO ALEGRE-RS
Expositor: RONALDO DE WALLAU
Estabelecimento: CABANHA DONA ESTELA, SARANDI-RS
Ginete: FÁBIO TEIXEIRA DA SILVEIRA
Média: 19.049
MACHOS
1º Lugar
ARROYTO DO CANGUÇU
Criador: MAURO DUARTE MABILDE SILVEIRA, PORTO ALEGRE-RS
Expositor: MAURO DUARTE MABILDE SILVEIRA
Estabelecimento: ESTÂNCIA SANTA TERESINHA, SANTA VITÓRIA DO PALMAR-RS
Ginete: FABRICIO BARBOSA
Média: 21.415
2º Lugar
BELLE HERMANO
Criador: ELIZABETH LEMANSKI, CURITIBA-PR
Expositor: ELIZABETH LEMANSKI
Estabelecimento: FAZENDA PARAÍSO, BALSA NOVA-PR
Ginete: LUIZ FERNANDO RODRIGUES DE RODRIGUES
Média: 20.252
3º Lugar
RE HARAGANO-TE
Criador: EVALDO FRANCISCO DA ROSA, PORTO ALEGRE-RS
Expositor: EVALDO FRANCISCO DA ROSA
Estabelecimento: CABANHA LIBERDADE, ROLANTE-RS
Ginete: JARDEL FINKENAUER PEREIRA
Média: 19.846
4º Lugar
MN INFORMANTE
Criador: PARCERIA MÁXIMO DEUD E NALMIR MOREIRA JR, CURITIBA-PR
Expositor: JACSON TIAGO DE SOUZA SILVA
Estabelecimento: ESTÂNCIA GUARDA VELHA, GENTIL-RS
Ginete: EDUARDO WEBER DE QUADROS
Média: 19.456
5º Lugar
ESTILHAÇO DO CAÇADOR
Criador: SANDOVAL CARAMORI, CAÇADOR-SC
Expositor: SANDOVAL CARAMORI
Estabelecimento: CABANHA CAÇADOR, ÁGUA DOCE-SC
Ginete: DANIEL WAIHRICH MARIM TEIXEIRA
Média: 19.219
6º Lugar
BRILHANTE DJE
Criador: DEAN JAISON ECCHER, RIO DO SUL-SC
Expositor: AMAURI SÁVIO SOUZA
Estabelecimento: CABANHA EL MILONGUEIRO, ORLEANS-SC
Ginete: BRAIAN PATRICK SOUZA
Média: 19.183
7º Lugar
GALO DE BRIGA DA CABANHA SANTA FÉ
Criador: GILBERTO RODRIGUES DE FREITAS, PORTO ALEGRE-RS
Expositor: VICTOR BARBOSA PENNER
Estabelecimento: CABANHA GAMELEIRA, GOIÂNIA-GO
Ginete: EDUARDO WEBER DE QUADROS
Média: 19.098
8º Lugar
AVATAR DOS CASTANHEIROS
Criador: MIGUEL E RODRIGO SCARPELLINI CAMPOS, CRUZ ALTA-RS
Expositor: CARLOS ROSA E DIEGO SCHMIDT
Estabelecimento: CABANHA LA PAIX, ENCRUZILHADA DO SUL-RS
Ginete: GABRIEL FRAGA
Média: 18.258

Pista de Avaré classifica Cavalos Crioulos para a Expointer

Fotos: Fagner Almeida/ABCCC/Divulgação

A seleção morfológica aterrissou e fincou raízes em território paulista. Foram dois dias de muita movimentação da raça Crioula na pista do Parque Fernando Cruz Pimentel, em Avaré (SP). E entre apresentações de muitos exemplos de conformação, foram escolhidos mais oito animais passaporteados à Morfologia da Expointer. Fila a fila, anima a animal, entre os dias 23 e 24 de julho, o resultado final foi visto no grupo de campeões liderados pela fêmea Linda Monta da Vendramin e pelo macho Justiceiro do Ichú.
A colorada da Estância Vendramin, de Palmeira (PR) foi quem mais impressionou em pista. Concorrendo incialmente entre as potrancas maiores, Linda Monta da Vendramin garantiu as rosetas de Grande Campeã e também de Melhor Exemplar da Raça, além dos elogios do jurado da mostra, Daniel de Souza Mello. “É uma égua de muita qualidade e que com certeza vai com muita força para a Expointer”, avaliou. Além da vencedora, o criatório garantiu mais um passaporte, emplacando também a quarta melhor fêmea do julgamento.
Outro colorado de destaque na competição, o cavalo adulto Justiceiro do Ichú foi quem puxou a fila dos garanhões, garantindo para a Cabanha Herança Gaúcha o título de Grande Campeão da exposição. Esse é o primeiro animal do estabelecimento, localizado em Toledo (MG), a conquistar a vaga para a mostra da Expointer nesta temporada.
A adesão ao evento foi positiva e confirmou a força local perante o calendário Crioulo. A quarta Exposição Passaporte organizada pelo Núcleo Sem Fronteiras de Criadores de Cavalos Crioulos atraiu expositores tanto da própria região quanto dos estados de Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais. Ao todo, 64 exemplares pisaram na pista de julgamento, totalizando 46 animais confirmados e 18 representantes da categoria Incentivo. “É um número excepcional para uma região de fomento, como é São Paulo, mostrando a força que o cavalo Crioulo está ganhando dentro do estado”, destaca o vice-presidente de Comunicação e Marketing da ABCCC, Onécio Prado Júnior. Opinião compartilhada pelo jurado da prova. “Todos os produtores, selecionadores, estão fazendo um grande trabalho aqui na região. Saio daqui muito contente por poder dizer que o cavalo Crioulo está com muita força aqui”, diz Mello.
Com dois exemplares de expositores paulistas, as filas do grande campeonato ainda trouxeram outro marco para a seleção, coroando um animal inteiramente natural da região. Linda Moça da Matarazzo, a fêmea Reservada Grande Campeã, é filha de dois animais já nascidos e criados no estado de São Paulo.
Supervisionada por Gustavo Arhanitsch, profissional credenciado à Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), a mostra de Avaré foi a décima segunda prova responsável por habilitar animais à Expointer nesta temporada. O circuito de Morfologia 2017 tem o patrocínio de Vetnil, Supra e Banrisul.
Confira o resultado
FÊMEAS
Melhor Exemplar da Raça e Grande Campeã
Linda Monta da Vedramin, filha de Macanudo do Itapororó e Fascinação 117 da Vendramin; criador e expositor Aldo Vendramin, Estância Vendramin, Palmeira/PR
Reservada Grande Campeã
Linda Moça da Matarazzo, filha de Galanteo da Matarazzo e Cacho Graciosa; criador e expositor Jayme Monjardim Matarazzo, Cabanha Villa Matarazzo, Amparo/SP
3ª Melhor Fêmea
Época do Ribeirão Bonito, filha de Herdeiro do Itapororó e SJ Tirana; criador e expositor Arison Jung, Cabanha Ribeirão Bonito, Guarapuava/PR
4ª Melhor Fêmea
Justa Causa da Vendramin-Te, filha de Macanudo do Itapororó e Perua 2280 da Tradição; criador e expositor Aldo Vendramin, Estância Vendramin, Palmeira/PR
MACHOS
Grande Campeão
Justiceiro do Ichú, filho de Hijo Bueno da Reconquista e Diamante do Junco; criador Rômulo Fernandes Flório e expositor Eduardo Dini Valassi, Cabanha Herança Gaúcha, Toledo/MG
Reservado Grande Campeão
Imigrante 1538 Maufer, filho de BT Faceiro do Junco e Rumba 148 Maufer; criadores Maurício e Fernando Lampert Weiand e expositor Ubiratan Pedro Bruel, Cabanha Cristal do Horizonte, Balsa Nova/PR
3º Melhor Macho
Farrapo da SNC, filha de Viragro Rio Tinto e Espiã JB de Palermo; criador Felipe Roberto Johansson e expsoitores Felipe Roberto Johansson e Onécio Prado Júnior, Cabanha SNC e Estância Tamareira, São José dos Pinhais/PR e Santa Rita do Passa Quatro/SP
4º Melhor Macho
Respeitado do Recanto Crioulo, filho de Manicero do Recanto Crioulo e Gaita do Recanto Crioulo; criador Adelmo Hess e expositor Marcelo Zermiani, Cabanha Zermiani, Itajaí/SC
Texto: Francine Neuschrank/ABCCC

Guerreira da Pedra Redonda vence em Rio Pardo

foto: Marcus Tatsch/Imagens Gaúchas

A égua Guerreira da Pedra Redonda, da Cabanha Pedra Redonda, de Santa Cruz do Sul foi a melhor exemplar da raça da 10ª edição da Expocrioulos de Outono de Rio Pardo/RS, que ocorreu no dia 24 de junho. A mostra, realizada pelo Núcleo de Criadores do município, contou com a participação de 33 animais confirmados, e mais 21 na categoria incentivo. A exposição teve o técnico da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) Felipe Caccia Maciel como jurado e o a supervisão a cargo do também inspetor técnico credenciado, Daniel Rossato Costa.

Resultados

Fêmeas

Grande Campeã

Guerreira da Pedra Redonda, filha de Alto Astral de Santa Edwiges e Firmeza 1739; criador e expositor Luiz Fernando Emmel, Cabanha Pedra Redonda, Santa Cruz do Sul/RS

 

Reservada Grande Campeã

JLN Guajuvira, filha de EF Justiceiro e JLN Bailanta; criador e expositor Jacson Loer Nonnenmacher, Cabanha Capão das Pitangueiras, Augusto Pestana/RS

 

3ª Melhor Fêmea

Musa 61 das Duas Meninas, filha de Niazzi Improviso e Marconi Jovem Guarda; criador e expositor Joner Frederico Kern, Cabanha Duas Meninas, Arroio do Meio/RS

 

4ª Melhor Fêmea

Indiana da Invernada do Gavião, filha de Engano da Aleluia e Castelhana da Invernada do Gavião; criador e expositor Ernesto Protásio Wunderlich Neto, Fazenda Gavião, Rio Pardo/RS

 

Machos

Melhor Exemplar da Raça e Grande Campeão

TRESJS Coronel, filho de EF Justiceiro e Grisalha de São Borja; criador e expositor João Paulo Sallet, Agropecuária 3J, Augusto Pestana/RS

 

Reservado Grande Campeão

Marconi Maragato, filho de Pergaminho AA e Marconi Gata Manhosa; criador Alexandre Espindola Araújo e expositor Joner Frederico Kern, Cabanha Duas Meninas, Arroio do Meio/RS

 

3º Melhor Macho

Basco Andariego, filho de Índio da Escondida e Danadinha de Santa Edwiges; criador Mariana Franco Tellechea e Filhos e expositor Márcio Cunha, Rio PardoqRS

 

4º Melhor Macho

Campana Bordoneo, filho de Campana Viejo Padre e Campana Urca; criador Mário Moglia Suñe e expositor Condominio Bordoneo, CT São Mateus, Taquari/RS

Redator: Redação ABCCC

Cavalo Crioulo tem crescimento de 4,93% em São Paulo

Foto: Fagner Almeida/ABCCC/Divulgação

O Cavalo Crioulo vem despontando em todo o país no cenário da equinocultura. Em 2016, segundo dados da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), o crescimento da raça no Brasil foi de 4,35%, totalizando 480,64 mil animais. Um dos destaques é o Estado de São Paulo, que depois dos três Estados do Sul, vem sendo o expoente no território brasileiro. A evolução paulista no ano passado foi de 4,93%, chegando a 6,58 mil exemplares registrados no Estado.
Para Edmond Fahrat, presidente do Núcleo Sem Fronteiras de Criadores de Cavalos Crioulos, entidade que abrange os criadores do Estado de São Paulo, este crescimento se deve especialmente ao trabalho que vem sendo desenvolvido com o incentivo da ABCCC em fomentar a raça no centro do país, tanto no uso para esportes como também para o lazer e na pecuária extensiva. “Cada vez mais vemos novos criadores no Estado participando dos nossos eventos, além de usuários do cavalo. As provas de laço, por exemplo, vem aumentando muito a participação da raça. Em muitas das competições, 80% da manada já é de Cavalos Crioulos”, destaca.
Este crescimento será comprovado em Exposição Passaporte que será realizada entre os dias 22 e 24 de junho, na cidade de Avaré (SP). Pelo quarto ano consecutivo, os criadores paulistas realizam o evento que classifica exemplares para a Nacional da Morfologia, que ocorre na Expointer, em Esteio (RS), no final de agosto. A expectativa é de que a mostra supere os 80 animais em pista. O evento ocorre dentro da Exponel, no Parque de Exposições Doutor Fernando Cruz Pimentel. “Este evento é junto com uma grande exposição do Nelore, o que ajuda no incentivo e demonstração da raça Crioula”, explica Fahrat.
A Exposição Passaporte terá como jurado Daniel Mello e Jorge Aginelo do Nascimento será o técnico responsável no evento. Organizado pela ABCCC, o circuito da Morfologia 2017 conta com os patrocínios de Supra, Vetnil e Banrisul, além do apoio da Laurentia.
Confira a programação
22 de junho de 2017 (Quinta-feira)
Entrada de Animais
23 de junho de 2017 (Sexta-feira)
9h – Concentração de Machos
14 – Início do Julgamento
24 de junho de 2017 (Sábado)
9h – Continuação do Julgamento
Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

Chapecó recebe sétima classificatória ao Freio de Ouro

Foto: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

O ciclo do Freio de Ouro 2017 chega a Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, de 22 a 25 de junho, no Parque de Exposições Tancredo Neves. A sétima seletiva da modalidade pode classificar até 16 conjuntos para a grande final da competição, que ocorrerá no final de agosto no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), durante a Expointer. A novidade é que esta classificatória junta pela primeira vez catarinenses e paranaenses, que vem despontando no cenário do Cavalo Crioulo nos últimos anos com títulos expressivos nas provas da raça.
Segundo o vice-presidente de Núcleos da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Fabrício Rossato, com esta junção das classificatórias dos dois Estados em uma, a perspectiva é de uma prova de alto padrão e competitiva. “Tivemos um grande apoio dos núcleos nas realizações de credenciadoras dentro dos Estados onde participaram e credenciaram animais de alto nível competitivo. Portanto a expectativa é de um grande evento onde teremos uma maior visibilidade e qualidade de animais em pista”, analisa.
Para Luiz Gustavo Camargo, que será um dos jurados das fêmeas com João Luis Arísio e Manuel Vanderlei Braz Gonçalves, além de criatórios tradicionais que já vem deixando suas marcas há anos na raça Crioula, há um surgimento de novos criadores e usuários do cavalo e que estão obtendo resultados satisfatórios nas pistas, o que deve acirrar a disputa pelas vagas. “É a primeira vez que se juntou Santa Catarina e Paraná em uma mesma classificatória, e temos a expectativa de uma boa prova com qualidade e quantidade de animais participando”, observa.
Já Cláudio Neto de Azevedo, responsável pelo julgamento dos machos juntamente com João Francisco Silveira da Silveira e Luiz Mierkzynski Neto, salienta o investimento destes criadores de Santa Catarina e Paraná em qualidade, o que será refletido em pista durante a seletiva. “É um momento importante da raça nestas regiões com investimentos e gente entrando com muito potencial. Estes criadores não medem esforços para estes grandes eventos como é o Freio de Ouro”, ressalta.
Os números do crescimento da raça em âmbos os Estados falam por si. Em 2016, conforme dados da ABCCC, a raça Crioula teve crescimento de 7,58% em Santa Catarina, totalizando 19,84 mil animais, terceiro lugar no ranking nacional. O Paraná fica em segundo lugar, com 22,87 mil exemplares, alta de 5,74% no ano passado. Os dois Estados do Sul cresceram acima da média nacional, que foi de 4,35%.
O circuito 2017 do Freio de Ouro conta com o patrocínio de Ipiranga, Massey Ferguson, Ford e Supra. A realização é da ABCCC.
Confira a programação
22 de junho de 2017 (Quinta-feira)
9h – Inicio Admissão Classificatória – Fêmeas
10h – Término Admissão Classificatória – Fêmeas
10h – Inicio Admissão Classificatória – Machos
11h – Término Admissão Classificatória – Machos
13h – Julgamento Morfológico Classificatória – Fêmeas
15h – Julgamento Morfológico Classificatória – Machos
23 de junho de 2017 (Sexta-feira)
8h – Andaduras/Figura/VSP-Esbarradas – Fêmeas
13h30min – Andaduras/Figura/VSP-Esbarradas – Machos
24 de junho de 2017 (Sábado)
8h30min -Mangueira – Fêmeas/Machos
14h – Prova de Campo – Fêmeas/Machos
25 de junho de 2017 (Domingo)
9h – Fase Final (Mangueira/Bayard-Sarmento/Prova Campo)
12h – Encerramento e entrega de Prêmios
Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

Araranguá seleciona animais para a Morfologia na Expointer

Fotos: Fagner Almeida/ABCCC/Divulgação

Na pista do Caverá Country Park, não poderia ter melhor maneira melhor do município de Araranguá (SC) voltar a sediar uma Morfologia Passaporte da raça Crioula. Com o clima totalmente a favor, em uma verão fora de época, entre os dias 17 e 18 de junho, um total de 69 animais confirmados passaram pela avaliação que terminou levando mais oito animais rumo a Morfologia da Expointer 2017, grupo liderado por Zamba da Rio Bonito e Quebra Vento do Recanto Crioulo.
Destaque entre as éguas adultas, a fêmea exposta pela Fazenda Santa Cruz foi quem se sobressaiu aos olhos do jurado do evento, Luís Rodolfo Machado. Eleita Grande Campeã e Melhor Exemplar da Raça, Zamba da Rio Bonito se firmou como principal exemplo de conformação na mostra. “Achei uma égua que vende muito a raça, de muito selo racial, muito profunda e com muito bons aprumos”, avalia Machado. A campeã também garantiu o primeiro passaporte garantido para o estabelecimento Empreendimentos Agropecuária Rio Bonito nesta temporada.
Na fila dos garanhões, quem chamou a atenção foi o cavalo menor Quebra Vento do Recanto Crioulo, caracterizado – nas palavras do jurado – como um exemplar “muito representativo e de muito selo racial”. Cria e propriedade de Adelmo Hess, o gateado bragado é o terceiro exemplar da Estância Três Coxilhas a se habilitar para a Expointer neste ciclo.
Sediando pela segunda vez na história uma disputa morfológica Passaporte, o município catarinense reuniu todos os fatores necessários para oferecer um belo evento: quantidade, qualidade e estrutura de primeira. Na Caverá Arena Show, o grupo de concorrentes fez bonito. “Uma quantia de animais com uma qualidade excepcional e conseguidos quatro machos e quatro fêmeas bem representativos para disputar em Esteio”, destaca o jurado.
Sucesso que é mérito da organização, a cargo do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos Sul Catarinense. Tanto o presidente do Núcleo, Geandré da Silva Bernardino, quanto o dono do Caverá Country Club, Eraldo Vieira, agradeceram a presença e participação de todos. “O Caverá e o Núcleo estão sempre de portas abertas a todos e ao cavalo Crioulo”, enfatizou Bernardino, ao encerrar o evento.
Supervisionada por Aldolfo José Martins Neto, profissional credenciado à Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), a mostra de Araranguá é a décima primeira seletiva responsável por habilitar animais à Expointer nesta temporada. O circuito de Morfologia 2017 tem o patrocínio de Vetnil, Supra e Banrisul.
Confira o resultado
FÊMEAS
Melhor Exemplar da Raça e Grande Campeã
Zamba da Rio Bonito, filha de Pora Cascavel e Charita da Rio Bonito; criador e expositor Empreendimentos Agropecuária Rio Bonito Ltda, Fazenda Santa Cruz, Ponta Grossa/PR
Reservada Grande Campeã
Marconi Nave, filha de Alto Astral de Santa Edwiges e Melindrosa do Boeiro; criador Alexandre Espindola Araújo e expositores Douglas Azevedo, Daniel Ramos e Alexandre Espindola Araujo, Cabanha La Mirada e Cabanha Marconi, Viamão/RS
3ª Melhor Fêmea
Jurerê da Ribeirão Bonito, filha de Hijo Bueno da Reconquista e Entrerriana Tacuarita; criador Arison Jung e expositor Reginaldo Oliveira Tavares, Cabanha do Diamente, Nova Santa Rita/RS
4ª Melhor Fêmea
Campana Boina Basca, filha de Triunfo do Purunã e Campana Valência; criador Mário Moglia Suñe e e expositor: Adroaldo Alves de Macedo, Cabanha Rota do Tropeiro, Caxias do Sul/RS
MACHOS
Grande Campeão
Quebra Vento do Recanto Crioulo, filho de Mañanero Manicero e Delicada da Fascinação; criador e expositor Adelmo Hess, Estância Três Coxilhas, Barra Velha/SC
Reservado Grande Campeão
As Malke Verso, filho de Macanudo do Itapororó e As Malke Milonga; criador José Schutz Schwanck e expositor: Tiago Peretto/Cláudia L. Pacheco Peretto, Fazenda Santa Ana, Osório/RS
3º Melhor Macho
Hijo Guapo do Fundoponte, filho de Guapo da São João do Burity e Ursa Gravatá; criador  Charles Hemkemaier e Célio Hemkemaier Jr e expositor Cabanha Ik e Cabanha Fundo do Ponte, Julio Gamborgi, Lages/SC
4º Melhor Macho
Wb Hechicero, filho de Luzeiro do Carumbé e Cr Musa; criador e expositor Bruno Francisco Pazin Berta, Cabanha Mangabeira, Francisco Beltrão/PR
Texto: Francine Neuschrank/ABCCC

São Borja mantém alto nível de classificados à Expointer

Fotos: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

Às 8h de sexta-feira, dia 16 de junho, os animais já passavam pela admissão do técnico credenciado à ABCCC, Thiago Persici. Ao todo, 68 exemplares foram levados à estruturada pista do Parque de Exposições Serafim Vargas, em São Borja (RS), para concorrer às vagas na final da Expointer. Após o longo e acirrado julgamento comandado por Álvaro Dumoncel, Campana Buena e Legado da Cabanha Santa Fé conquistaram os títulos de Grande Campeões em suas categorias – sendo a égua considerada a Melhor Exemplar da Raça na competição organizada pelo Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de São Borja.
De acordo com a avaliação de Dumoncel, Campana Buena se apresentou com muito equilíbrio e não gerou dúvidas de que se localizaria na ponta da ordenação desde o princípio. “A mais preparada de todas. Muito equilibrada, muito pisteira e bem conduzida. Realmente fácil de elegê-la como Grande Campeã e Melhor Exemplar da Raça”, destacou. Já o macho demonstrou que fará bonito em Esteio (RS) ao se destacar pela desenvoltura completa. “Um cavalo muito correto, bonito e bem aprumado, com grande qualidade de osso e potência de garrões”, complementou o jurado.
Ambos animais fruto de muito trabalho desenvolvido em suas propriedades. Para Mário Moglia Suñe, criador e expositor de Campana, trata-se de uma exemplar muito importante, que já traz em seu histórico alegrias para a Cabanha. Em 2016, ela foi Terceira Melhor Potranca Maior em  Esteio, mas sofreu um corte na pata em novembro – o que levou um tempo para recuperar. Por isso, foi escolhida uma das últimas passaportes para apresentá-la. “A gente realmente  ficou muito muito feliz em prestigiar o evento dos amigos, aqui em São Borja/RS, e principalmente de ter carimbado essa Passaporte. Graças a Deus conseguimos – ainda mais com o título de Melhor Exemplar”, diz.
Quem também gerou muita alegria ao proprietário foi o Grande Campeão, Legado da Cabanha Santa Fé, que competirá com outros dois animais da propriedade em Esteio até o momento. Sob a perspectiva de Gilberto Freitas, o caminho foi certeiro desde o momento da escolha da égua e do pai de cabanha , JA Impulso. A parte de preparo morfológico, dá o mérito para Rafael Suñe, da Cabanha Três Cerros que, segundo ele, têm feito um trabalho incontestável com o exemplar. “É sempre uma satisfação ganhar, ainda mais na mão de um julgador de alta qualidade como o Álvaro. O Legado tem um potencial grande, foi destacado muito pelo jurado e certamente vai fazer bonito em Esteio.
Organizado pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), o circuito da Morfologia 2017 conta com os patrocínios de Supra, Vetnil e Banrisul, além do apoio da Laurentia.
Confira o resultado 
FÊMEAS
Grande Campeã e Melhor Exemplar da Raça:
Campana Buena, filha de Faceiro do Recanto Crioulo e Campana Quincha. Criador e expositor Mário Moglia Suñe, Cabanha Campana – Bagé/RS
Reservada Grande Campeã
Basca Amora, filha de Basco Onássis e Basca Quitanda; criadora e expositora Mariana Tellechea e filhos, Cabanha Basca – Uruguaiana/RS
3ª Melhor Fêmea
Camb Barbela 605, filha de Índio da Escondida e Jotace Barbela; criadores e expositores Irmãos Bastos – Uruguaiana/RS
4 Melhor Fêmea
Basca Andina, filha de BT Delantero e BT Andina; criadora e expositora Mariana Tellechea e filhos, Cabanha Basca – Uruguaiana/RS
MACHOS
Grande Campeão
Legado da Cabanha Santa Fé, filho de JA Impulso e Cuia Linda da Cabanha Santa Fé; criador e expositor Gilberto Rodrigues de Freitas, Cabanha Santa Fé – Taquara/RS
Reservado Grande Campeão
Outro Naipe da Reconquista-TE, filho de Hijo Bueno da Reconquista-TE e Gaita Ponto da Reconquista; criador e expositor Marcelo Tellechea Cairoli, Reconquista Agropecuária LTDA – Alegrete/RS
3º Melhor Macho
QT Chicão, filho de Chicão de Santa Odessa e Dedicada 895 Maufer; criador e expositor Márcio Fontoura Vieira Marques, Fazenda Quete – São Luiz Gonzaga/RS
4 Melhor Macho
El Mago do Purunã, filho de Del Oeste Mutante e Naia do Purunã; criador expositor Mariano Lemanski, Condomínio El Mago – Santa Rosa/RS
Texto: Marina Bonati/ABCCC

Santa Maria define oito classificados ao Freio de Ouro

Fotos: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

Nem a pista castigada pelas chuvas que assolaram o Rio Grande do Sul nos últimos dias arrefeceram o ânimo dos competidores que estiveram no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) participando da classificatória ao Freio de Ouro realizada no município gaúcho. Neste domingo, dia 4 de junho, foram definidos mais oito conjuntos que garantiram vaga na grande final da modalidade, organizada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), que ocorrerá durante a Expointer, em Esteio (RS).
Em uma prova disputada e com muita alternância de posições ao longo dos quatro dias de competição, o final coroou a égua Dom Alberto Karapuça, da Cabanha Dom Alberto, de Santo Cristo (RS), montada pelo ginete Fábio Teixeira da Silveira. Já nos machos, a vitória ficou com o cavalo SC Dois da Amostra, da Cabanha 52, de Joinville (SC), guiada pelo ginete Marcos Silveira.
O proprietário da Cabanha Dom Alberto, Fernando Scholze, salienta a genética vencedora da égua Dom Alberto Karapuça, que é filha do campeão do Freio de Ouro, Rodopio de São Pedro. Lembra também que é a primeira vez que classificam um animal de marca própria. “É uma aposta que fizemos e está dando certo. Estamos muito felizes com este resultado. Este é um trabalho que leva tempo desde o início da produção e estamos satisfeitos com este primeiro lugar aqui em Santa Maria”, salientou.
Já o proprietário da Cabanha 52, Luiz Fraccaro, ressaltou uma curiosidade: pela terceira vez chega a final de um Freio de Ouro e todas as vezes, coincidentemente, o box do conjunto inscrito na classificatória levava o número 52, de mesmo nome do criatório. Superstições a parte, o expositor saiu gratificado com o primeiro lugar. “Estamos bastante felizes. Quero agradecer a toda a equipe e nossos parceiros, porque ninguém chega sozinho. Temos uma equipe muito forte e concentrada”, enfatizou.
A próxima etapa classificatória ao Freio de Ouro já ocorre no próximo final de semana na cidade de Pelotas (RS). O circuito do Freio de Ouro 2017, organizado pela ABCCC, conta com o patrocínio de Ipiranga, Massey Ferguson e Ford. O apoio é da Supra.
Confira os classificados
FÊMEAS
1º Lugar
DOM ALBERTO KARAPUÇA
Criador: FERNANDO ALBERTO SCHOLZE, SANTO CRISTO-RS
Expositor: FERNANDO ALBERTO SCHOLZE
Estabelecimento: CABANHA DOM ALBERTO, SANTO CRISTO-RS
Ginete: FÁBIO TEIXEIRA DA SILVEIRA
Média: 19.062
2º Lugar
ADARA DA C DOIS
Criador: EDUARDO FERREIRA LOBO, LAGES-SC
Expositor: EDUARDO FERREIRA LOBO
Estabelecimento: CABANHA CALIL, TRÊS COROAS-RS
Ginete: LUIS GUSTAVO RUAS
Média: 18.883
3º Lugar
JADE DA BELA ALIANÇA
Criador: FRANCISCO CARLOS HABOWSKY, SÃO BENTO DO SUL-SC
Expositor: FRANCISCO CARLOS HABOWSKY
Estabelecimento: CABANHA BELA ALIANÇA, SÃO BENTO DO SUL-SC
Ginete: CÉZAR AUGUSTO SCHELL FREIRE
Média: 18.631
4º Lugar
UMA UVA DO TNT
Criador: STUD TNT, BAGÉ-RS
Expositor: CABANHA COLA CRIOULA
Estabelecimento: CABANHA COLA CRIOULA, PANTANO GRANDE-RS
Ginete: LEONARDO COLLARES LUIZ
Média: 18.370
MACHOS
1º Lugar
SC DOIS DA AMOSTRA
Criador: CARLOS SANTOS SILVEIRA DE ÁVILA, JAGUARÃO-RS
Expositor: LUIZ FRACCARO
Estabelecimento: CABANHA CINQÜENTA E DOIS, JOINVILLE-SC
Ginete: MARCOS SILVEIRA
Média: 20.015
2º Lugar
ENTREVERO DELLA TERSA
Criador: VAGNER CORTELINI, FAGUNDES VARELA-RS
Expositor: VAGNER CORTELINI
Estabelecimento: CABANHA DELLA TERSA, FAGUNDES VARELA-RS
Ginete: CÉZAR AUGUSTO SCHELL FREIRE
Média: 19.537
3º Lugar
CORONEL SUL RIOGRANDENSE
Criador: MAURICIO ZANOTELLI, FONTOURA XAVIER-RS
Expositor: MAURICIO ZANOTELLI
Estabelecimento: CABANHA RINCÃO DE NOSSA SENHORA, FONTOURA XAVIER-RS
Ginete: DEIVY DE LIMA FLORES
Média: 18.945
4º Lugar
FACUNDO TROPEIRO
Criador: CÂNDIDO DE GODOY DIAS, DOM PEDRITO-RS
Expositor: CARLOS ALBERTO PEREIRA DE SOUZA
Estabelecimento: CABANHA DOM MIGUEL, TAQUARI-RS
Ginete: FÁBIO TEIXEIRA DA SILVEIRA
Média: 18.783
Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

Pelotas é a próxima parada das classificatórias ao Freio de Ouro

Foto: Felipe Ulbrich/ABCCC/Divulgação

O ciclo do Freio de Ouro segue neste final de semana com a classificatória no município de Pelotas (RS), sede da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC). De 8 a 11 de junho, na pista do Parque da Associação Rural, os conjuntos disputarão mais oito vagas – quatro machos e quatro fêmeas – para a grande final da modalidade, que ocorrerá no primeiro final de semana da Expointer, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS).
Para o vice-presidente Administrativo e Financeiro da ABCCC, César Hax, a expectativa é positiva para esta prova, a sexta classificatória do ciclo, especialmente pelo alto nível já demonstrado até o momento desde a primeira seletiva. “É uma classificatória na casa da ABCCC que tem tudo para ser mais uma classificatória exitosa, com um bom número de animais e muita qualidade em pista”, avalia.
Telmo Raimundi Ferreira, que será jurado dos machos com Francisco Martins Bastos Sobrinho e Douglas Gonçalves, acredita que a pista de Pelotas vai proporcionar uma grande apresentação dos conjuntos que vão competir pelas vagas à Final do Freio de Ouro. Ressalta também o desempenho dos animais já nas credenciadoras ocorridas. “Será uma classificatória de nível bastante forte pelas credenciadoras que ocorreram na Região Sul, especialmente pelos cavalos que são excelentes tanto na morfologia quanto na função”, salienta.
Já Thiago Schilling de Avila, que será um dos responsáveis pela avaliação das fêmeas juntamente com Leonardo Ardenghy e Carlos Loureiro de Souza, destaca que a região tem cabanhas e expositores que despontam no cenário da raça Crioula, o que deve fazer com que o padrão da prova seja elevado. “Esperamos um nível alto de competição como vem sendo em todas as semifinais e Pelotas não será diferente. Temos criatórios tradicionais e ginetes experientes, que darão um grande aspecto de competitividade”, analisa.
O circuito do Freio de Ouro 2017, organizado pela ABCCC, conta com o patrocínio de Ipiranga, Massey Ferguson e Ford. O apoio é da Supra.
Confira a programação
07 de junho de 2017 (Quarta-Feira)
15h – Inicio Admissão Classificatória – Fêmeas
16h – Término Admissão Classificatória – Fêmeas
16h – Inicio Admissão Classificatória – Machos
17h – Término Admissão Classificatória – Machos
08 de junho de 2017 (Quinta-Feira)
09h – Julgamento Morfológico Classificatória – Fêmeas
14h – Julgamento Morfológico Classificatória – Machos
09 de junho de 2017 (Sexta-Feira)
08h – Andaduras/Figura/VSP-Esbarradas – Fêmeas
13h – Andaduras/Figura/VSP-Esbarradas – Machos
10 de junho de 2017 (Sábado)
08h – Mangueira – Fêmeas/Machos
14h – Prova de Campo – Fêmeas/Machos
11 de junho de 2017 (Domingo)
09h – Fase Final (Mangueira/Bayard-Sarmento/Prova Campo)
12h – Encerramento e entrega de Prêmios
Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

ABCCC comemora aprovação da PEC 304 na Câmara dos Deputados

Foto: Marcus Tatsch/Imagens Gaúchas

O plenário da Câmara aprovou na noite desta quarta-feira, 10 de maio, por 366 votos favoráveis e 50 votos contrários, além de seis abstenções, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 304/2017. Com isso, haverá um parágrafo à Constituição Federal esclarecendo que as práticas desportivas que utilizem animais não são consideradas cruéis, desde que sejam manifestações culturais registradas como bem de natureza imaterial integrante do patrimônio cultural brasileiro, devendo ser regulamentadas por lei específica que assegure o bem-estar dos animais envolvidos.
Para a aprovação da PEC, eram necessários 308 votos, entretanto a adesão dos parlamentares foi maior. Para o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Eduardo Suñe, o maior destaque para esta conquista se dá para a parceria entre entidades e trabalhadores do setor da equinocultura do Brasil no sentido de garantir a manutenção de uma atividade importante para a economia do país. “A união faz a força, tivemos uma mobilização muito grande, em nosso caso com os deputados do Sul, que foram nossos parceiros. A palavra chave é a união de todas as raças e todos os praticantes dos esportes equestres”, ressalta.
A ABCCC realizou mobilização junto aos deputados fazendo contato direto e enviando cartas para interceder pela aprovação da PEC 304. Já nas redes sociais, criadores e simpatizantes dos esportes equestres realizaram campanhas em apoio à proposta que foi votada na Câmara, demonstrando forte engajamento. Desde o ano passado, inclusive com manifestação em Brasília, a entidade, juntamente com outras associações de raças equinas e entidades voltadas a modalidades ou práticas esportivas como a Associação Brasileira de Vaquejada (ABVaq), se articularam e uniram forças em defesa da manutenção dos esportes equestres.
De acordo com levantamento de 2016 da Câmara Setorial de Equideocultura do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), somente esse ramo movimenta R$ 5,84 bilhões no Brasil e demanda mão-de-obra que ocupa 125,7 mil vagas diretas. A raça Crioula está relacionada pelo próprio Mapa como uma das que mais está presente nesse tipo de atividade, responsável pelo crescimento e valorização dos esportes equestres.
Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

Leilão Grendene registra casa cheia e pista limpa

foto: Marcus Tatsch/Imagens Gaúchas

Um dos mais badalados remates da raça Crioula em Cachoeira do Sul (RS) atraiu cerca de 500 pessoas ao Parque do Sindicato Rural do município, na noite do último sábado, 06 de maio. Além de casa cheia, a quarta edição do Leilão da Cabanha Grendene também foi marcada pela liquidez nas vendas.
Com a condução do martelo por Fábio Crespo, pelas empresas Parceria Leilões e Programa Leilões, foram negociados 39 lotes da raça Crioula. A comercialização reuniu éguas de cria e domadas, além de potros habilitados ao Tiro de Laço da Cabanha Grendene em 2018, concorrendo a um carro zero como premiação.
De acordo com o promotor do remate, o criador Josias Grendene, mesmo com a atual retração dos negócios, devido à crise financeira que enfrenta o país, o balanço foi positivo:
– Estamos satisfeitos com o resultado, pois conseguimos manter o valor médio dos animais, com uma procura muito grande pela nossa genética e um público que lotou o recinto para nos prestigiar – ressaltou.
Entre os lotes de maior cotação, o destaque ficou com Catanduva Prosa, filha do chileno puro Santa Elba Consentido em mãe La Frontera Tormento. A égua, arrematada por R$ 25 mil, deve retornar ao criatório que a produziu: a Cabanha Catanduva, de Fábio Gomes.
O evento ainda contou com o show da cantora regional Shana Müller e ações sociais, como o recolhimento de doações espontâneas para a Liga Feminina de Combate ao Câncer de Cachoeira do Sul – o que resultou em R$ 1,39 mil arrecadados à entidade. As tampinhas plásticas das bebidas consumidas também foram destinadas ao projeto Tampinha Legal, uma parceria do Lions Clube do município com o Congresso Brasileiro do Plástico e o Sindicato das Indústrias de Material Plástico no Estado do RS (Sinplast).
Na ocasião, também houve a premiação de um automóvel zero para o animal vencedor da terceira edição do Tiro de Laço, realizada durante a tarde de sábado, na pista de Fábio Garin, na localidade de Capão da Cruz, em Cachoeira do Sul. O ganhador da prova foi Grendene Brazão, de propriedade de Sérgio Rovani da Costa, montado pelo laçador Ricardo Astigarraga.
TEXTO: Estela Facchin

Cavalo Crioulo registra crescimento de 8,97% no Tocantins

foto: Marcus Tatsch/Imagens Gaúchas

A raça Crioula vem registrando ao longo dos últimos anos uma grande expansão em todo o território brasileiro. Dados da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) apontam que o número de animais da raça, em 2016, cresceu 4,35% no país, com 480,65 animais registrados segundo a entidade. No Tocantins, a evolução no ano passado foi de 8,97% com 413 animais registrados.
No sentido de ampliar esta participação, os criadores e interessados no Cavalo Crioulo realizam o primeiro encontro Cavalo Crioulo do Tocantins, que acontece no próximo sábado, dia 29 de abril. Com o apoio da ABCCC, o evento contará com palestras sobre morfologia e mercado. A realização é da Fazenda Tertúlia localizada em Lagoa da Confusão (TO), onde ocorrerá o evento a partir das 9h.
O analista de expansão da ABCCC, Gérson de Medeiros,  que será um dos palestrantes do evento afirma que esse encontro, além de ser uma demanda de alguns criadores e usuários de cavalos no Estado, também será o momento da formalização do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos do Tocantins. O grupo já existe há algum tempo mas não de forma oficial. “Havia muita demanda da presença da ABCCC em alguns eventos estaduais. O principal intuito da ida a Tocantins é reunir esses criadores, ver as suas principais necessidades e formalizar os documentos do Núcleo junto à ABCCC”, explica.
Segundo Medeiros, o outro palestrante, o inspetor técnico da Associação, Thiago Persici, vai trabalhar com a questão de preparo morfológico, o que está se exigindo hoje da raça e o que os jurados pedem. “Inicialmente vou fazer a parte teórica do encontro, falando sobre a ABCCC, as novas modalidades, números e o momento atual da entidade. E Persici vai trabalhar a parte prática e teórica da morfologia, sanando dúvidas dos participantes”, destaca.
O vice-presidente de Núcleos da ABCCC, Fabrício Rossato, também estará presente no evento. Medeiros salienta que o encontro servirá ainda para discutir projetos a longo prazo com o objetivo de estimular e organizar eventos oficiais da raça no Tocantins. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (63) 99984-1439 ou pelo e-mail procampo.to@gmail.com.
Texto: Rejane Costa e Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

Ciclo de Exposições Passaporte chega à Uruguaiana

Foto: Everton Souza Marita/ABCCC/Divulgação

Seguindo o roteiro de Exposições Passaportes que classificam animais para a Morfologia na Expointer, o município de Uruguaiana (RS) recebe o evento que será realizado nos dias 28 e 29 de abril no Parque de Exposições Agrícola e Pastoril. A promoção é do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos Flávio Bastos Tellechea com a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC).
De acordo com o presidente do Núcleo, Manoel Francisco Zirbes Rodrigues, a expectativa é de reunir mais de 60 exemplares em pista para disputar oito vagas – quatro machos e quatro fêmeas – para a Exposição no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS). Também é esperada uma disputa de alto nível nos dois dias de evento. “Esperamos uma qualidade ótima de animais em pista. Como Uruguaiana é um dos polos da raça Crioula, acreditamos que será uma exposição muito importante”, analisa.
Rodrigues reforça que, sendo Uruguaiana um dos municípios do Rio Grande do Sul com reconhecidos criatórios do Cavalo Crioulo, há também espaços para o crescimento de usuários de animais da raça em eventos promovidos pela ABCCC. O dirigente explica que este aumento de participantes já é visto nas provas realizadas pelo núcleo. “Fizemos uma prova de Paleteada estes dias onde tivemos o maior número de inscrições de uma credenciadora”, ressalta.
Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective